Interessante




Tu-Alinhas - um dos sites mais úteis de Portugal!

FAQs

 

FAQ's

Nesta secção encontrarás respostas para as tuas questões mais frequentes.

Também poderás contactar-nos via e-mail se quiseres esclarecer outras dúvidas. E se nos deres a tua autorização, publicaremos essas dúvidas e respectivas respostas neste sítio para que possamos aprender mais uns com os outros.


Que tipo de drogas existem?
As drogas podem ser classificadas de várias formas. Uma das classificações mais utilizadas divide as drogas em 3 tipos de acordo com os seus efeitos a nível do Sistema Nervoso Central (SNC): as drogas depressoras (ex. heroína, álcool), as drogas estimulantes (ex. cocaína, anfetaminas, nicotina, cafeína) e as drogas psicadélicas (ex. LSD, cannabis).
Como este tema é muito complexo, podes consultar a secção Drogas e substâncias, para obteres mais informação.


É possível detectar a presença de drogas no nosso organismo?
Sim, é possível embora a detecção de substâncias no organismo dependa de vários factores, entre os quais:
- características da substância consumida (quantidade e a qualidade);
- características do indivíduo (peso, altura, género, capacidade de metabolização da substância no organismo, humor, etc.);
- características do consumo (frequência de consumo, circunstâncias do consumo, etc.);
- método de detecção utilizado (teste à urina, sangue, cabelo, saliva ou suor).
Consulta a secção Testes para detecção de drogas para saberes mais sobre os períodos de detecção das várias substâncias nos testes à urina (os mais utilizados).


Onde posso fazer testes para detecção de drogas?
Existem à venda nas farmácias kits para detecção na urina de drogas como os cannabinóides (haxixe, marijuana), os opiáceos (heroína) e a cocaína. Estes testes custam aproximadamente 5 euros.
No entanto não te esqueças que os resultados destes testes dependem de vários factores (características do indivíduo, do seu consumo e da substância).


Uma mulher toxicodependente pode engravidar e ter um bebé?
Existem mulheres toxicodependentes que engravidam e que decidem prosseguir a sua gravidez. Estas futuras mães necessitam de cuidados de saúde específicos durante a gravidez e por isso é muito importante que procurem um acompanhamento especializado numa consulta de grávidas toxicodependentes (podes contactar a Linha Vida ? 1414 para saberes onde existem estas consultas).


Como posso ajudar o meu amigo(a) a deixar de consumir drogas?
Ajudar um amigo não significa que tenhamos de concordar com tudo o que ele pensa ou faz. Pode também significar saber dizer que não, criticar, conversar, partilhar. Assim, podes sempre tentar acompanhar, apoiar e aconselhar e teu amigo(a). Mas para que ele(a) deixe de consumir drogas, é preciso que admita a existência de um problema e queira receber ajuda. Essa ajuda pode ser dada por técnicos especializados (psicólogos, médicos ou outros) que tentarão encontrar, em conjunto com o teu amigo(a), o plano de tratamento mais adequado para ele(a).


O haxixe e a marijuana viciam? Que tratamentos existem?
O consumo de cannabis (haxixe ou marijuana) pode provocar dependência psicológica e, eventualmente, dependência física. Quando existe uma situação de dependência pode ser necessário recorrer a um acompanhamento psicológico e/ou médico específicos. Neste caso a pessoa poderá, por exemplo, marcar uma consulta no Centro de Atendimento a Toxicodependentes (CAT) da sua área de residência.
Para além do problema de dependência, o consumo de cannabis envolve também outros riscos quer a nível da saúde física quer a nível da saúde mental, podendo causar lentificação do pensamento, ansiedade, debilitação física, psicose, síndrome amotivacional, etc..


O consumo de haxixe é ilegal?
O consumo de haxixe é ilegal mas não é crime.
A lei 30/2000 descriminaliza o consumo de drogas, estabelecendo que quem (desde que maior de 16 anos) for encontrado a consumir ou na posse de drogas, não corre o risco de ir para a prisão ou ficar com cadastro, se as quantidades encontradas não ultrapassarem a quantidade estipulada pela lei.
O consumo de drogas continua a ser penalizado, não com pena de prisão, mas sim com outro tipo de sanções (ex. multas). No caso de consumidores considerados toxicodependentes, as penas podem ser substituídas por tratamentos.
Esta lei não só descriminaliza o consumo, como estabelece uma distinção entre consumidores e traficantes.
Consulta a secção sobre a Lei da descriminalização do consumo de drogas na secção Legislação para descobrires mais sobre este assunto.


O que é um CAT?
Os Centros de Atendimento a Toxicodependentes (CAT) são instituições estatais que reúnem médicos, psicólogos, assistentes sociais, entre outros técnicos, permitindo uma intervenção multidisciplinar na área da toxicodependência.
Existem em todo o país cerca de 47 Centros de Atendimento a Toxicodependentes capazes de dar respostas adequadas na área da Toxicodependência.
Se quiseres obter mais informações sobre outras instituições responsáveis pelo tratamento da toxicodependência, consulta a secção Tratamento e reinserção.


O que leva um jovem a iniciar um consumo de drogas?
Podemos genericamente dizer que são variados os factores que levam ao consumo, como por exemplo:
- curiosidade
- desejo de viver outras experiências
- desejo de testar limites e transgredir regras
- pressão dos pares
- desafio à autoridade
- desejo de afirmação
- informação incorrecta ou ausência de informação


Existem diferentes tipos de consumo?
Sim. Podemos distinguir entre o consumo experimental, o consumo recreativo e a dependência. Um consumo experimental não conduz necessariamente a uma dependência.
Mas se é importante saber a diferença entre o uso de substâncias e o seu abuso, também é fundamental responsabilizar quem consome pelas consequências das suas decisões.


São só os adolescentes que consomem drogas?
Não são só os adolescentes que consomem drogas. Os consumos podem iniciar-se em qualquer idade e as razões para tal são diferentes de indivíduo para indivíduo.


O que é um antagonista?
Um antagonista é um medicamento utilizado no tratamento da dependência de heroína. Vai ocupar os receptores da heroína (receptores de opiáceos) localizados no cérebro, impedindo que a heroína faça efeito. O consumidor pode então tentar consumir doses mais elevadas de heroína na tentativa de obter os efeitos desejados, mas isso é muito perigoso uma vez que aumentará o risco de sofrer uma overdose.


O que é a metadona?
A metadona é um agonista da heroína, sendo utilizada como um medicamento para o tratamento da dependência desta droga. A metadona evita que o consumidor tenha sintomas de "ressaca" derivados da paragem do consumo de heroína. Como não produz as mesmas sensações e efeitos psicológicos que a heroína e exige normalmente uma única dose diária, permite que o toxicodependente consiga ter uma vida mais activa, estável e organizada.


FAQ's para os pais

Seguem-se algumas perguntas que frequentemente os pais e os educadores se colocam.
No entanto, como em muitos outros aspectos da vida, não existem receitas universais. Trata-se apenas de um conjunto de ideias que pode ajudar a reflectir sobre o papel que os pais e educadores podem ter no acompanhamento das dificuldades do crescimento dos seus filhos ou educandos.


Como posso evitar que o meu filho consuma drogas?
Não existem receitas. É importante manter uma boa relação com o seu filho que permita a discussão e reflexão conjunta sobre todos os assuntos que vão surgindo ao longo da sua vida, entre eles o consumo de drogas. Dar-lhe apoio quando ele precisa, estar atento aos seus estudos ou trabalho, aos seus amigos, ajudando-o a crescer e crescendo com ele.


Como posso saber se o meu filho consome drogas?
Os sinais de alerta para um eventual consumo de drogas podem ser muito variados. Por exemplo, as mudanças dos ritmos de vida (sono, alimentação), as mudanças bruscas de humor, as mentiras, um grande secretismo por parte do jovem sobre a sua vida, as suas actividades, as suas relações com os amigos, os gastos inexplicáveis de dinheiro, podem apontar para uma situação de consumo. No entanto, estes indícios têm que ser bem ponderados uma vez que podem também estar relacionados com outro tipo de situações próprias da idade.
Pelo contrário, existe um conjunto de sinais indiscutíveis de consumo de drogas como o aparecimento de agulhas e seringas, marcas de picadas de agulhas, colheres ou facas queimadas, pratas de maços de tabaco ou papel de alumínio queimado, etc.
De qualquer forma, a melhor maneira se aperceber se o seu filho consome ou tem qualquer outro tipo de problema é estar atento às suas alterações de comportamento e tentar manter uma relação suficientemente próxima e afectiva com o seu filho que lhe permita falar disso se for necessário.


O que devo fazer se descobrir que o meu filho consome drogas?
Os jovens consomem diferentes produtos e nem todos os consumos têm o mesmo significado. É importante saber qual a substância que o seu filho consome, com que frequência e em que circunstâncias o faz (ex. em contexto recreativo) e há quanto tempo, para avaliar se está em fase de experimentação ou de consumo continuado.
De qualquer modo é sempre importante falar com ele, confrontá-lo com os factos e procurar apoio junto do médico de família ou outro técnico de saúde especializado, nomeadamente num Centro de Atendimento a Toxicodependentes (CAT).  Um profissional de saúde saberá ajudá-lo, e ao seu filho, a encontrar um caminho para enfrentar o problema.


Se o meu filho consumir drogas, onde posso ter falhado?
Existem muitos motivos para as pessoas experimentarem drogas, nomeadamente, a curiosidade, o desejo de ser igual aos outros, a procura de uma nova experiência.
Algumas destas experiências correm mal e aquilo que começou por ser uma brincadeira dá origem a uma dependência. Face a uma situação de consumo, não é uma atitude adequada os pais pensarem que têm toda a culpa e tentarem resolver o problema sozinhos. Mais uma vez, o apoio de um profissional especializado pode ajudá-lo a compreender melhor o seu filho e a encontrar uma abordagem adequada aos problemas.


Consumir cannabis é o primeiro passo para o consumo de drogas mais pesadas?
Não necessariamente. De facto, há pessoas que consomem cannabis e não sentem necessidade de consumir outro tipo de substâncias. Outras pessoas consomem cannabis e/ou álcool e progressivamente vão alargando esse consumo a outras substâncias (policonsumos) que causam maior dependência. É uma realidade que existem substâncias com maior potencial aditivo que outras. Todavia, é fundamental perceber também a importância do consumo na vida da pessoa em causa. Podem existir consumos regulares de haxixe que originam uma dependência tal como podem existir consumos pontuais de drogas mais potentes sem dependência associada, embora neste caso o risco de dependência seja bastante grande. Por esse motivo deve-se ter em atenção não apenas à substância consumida, mas também ao uso que o indivíduo faz dela e ao que ela representa na sua vida.


FAQ's sobre substâncias


O que é a Ketamina? Quais são os seus efeitos?
Se quiseres saber mais sobre as características e efeitos desta substância consulta a secção sobre ketamina


O que é o Ecstasy? Quais são os seus efeitos?
Se quiseres saber mais sobre as características e efeitos desta substância consulta a secção sobre ecstasy


O que é o GHB? Quais são os seus efeitos?
Se quiseres saber mais sobre as características e efeitos desta substância consulta a secção sobre GHB


O que é são esteróides? Quais são os seus efeitos?
Se quiseres saber mais sobre as características e efeitos desta substância consulta a secção sobre esteróides


O que é são anfetaminas? Quais são os seus efeitos?
Se quiseres saber mais sobre as características e efeitos desta substância consulta a secção sobre anfetaminas


O que é são benzodiazepinas? Quais são os seus efeitos?
Se quiseres saber mais sobre as características e efeitos desta substância consulta a secção sobre benzodiazepinas


O que é são inalantes? Quais são os seus efeitos?
Se quiseres saber mais sobre as características e efeitos desta substância consulta a secção sobre inalantes


 
  • Instituto da Droga e da Toxicodependência
  • IDT - Instituto da Droga e da Toxicodependência — www.idt.pt
  • Ministério da Saúde
  • Ministério da Saúde